Make your own free website on Tripod.com

Vidas Secas

Final / Conclusão

Home / Biografia
Personagens
Audio Visual
Gramática
Ideologias / Sonhos
Ambientes
Tristezas / Exploração
Final / Conclusão
Organizadores

Final
 

Em meio a tanta desgraça e desolação uma luz de esperança surge. É a chuva que vem mostrar que no fundo do poço só tem como subir.

Começa uma tempestade sem precedentes na historia daquela pequena região. Ventos frios e fortes derrubando as distintas árvores da caatinga, e a chuva forte molhando a tudo e todos. Fabiano se alegra olhando para Sinhá Vitória, deixa escapar um sorriso, e nota-se um olhar esperança.

Porem como tudo que é bom dura pouco, um pé de imbu subitamente cai sob Fabiano. Morte certa.

Sinhá Vitória estremece. Nunca tinha visto tanta desgraça junto.

Um vendaval mais forte derruba a pequena e já acabada casa. Sinhá vitória é atingida por uma telha e se fere gravemente. Morrem todos agonizando em dor, mostrando a dura e triste realidade de uma massa explorada e alienada nordestina.

tempestade.jpg

Conclusão

Em vidas secas podemos observar a dura e sofrida realidade nordestina. Sim como Fabiano é explorado, milhões de nordestinos também são pisados e vitimados por inúmeras forças. Os personagens mostram bem a falta de informação e a alienação das pessoas. A falta de perspectiva de um futuro é predominante, a seca que destrói sonhos, e destrói vidas. Um governo injusto que não se preocupa com sua população, e o fim mostra bem o que a maioria dos nordestinos já sem nenhuma esperança fazem, migram a procura de novos horizontes.